“Essa é a coisa certa a fazer quando o seu boy te trai?”

Deu ruim para um jovem norte-americano garanhão. O rapaz, identificado apenas como Santos, foi desmascarado pela namorada, Tiana, de 21 anos, no dia da festa de comemoração do aniversário da moça, uma sagitariana que, pelo visto, não é do tipo que aceita ser passada para trás, aliás, em seu twitter, ela faz uma pergunta, em inglês, e que resolvi deixar como título deste texto. “Is this the right thing to do when your bf cheats on you?” – essa perguntinha viralizou na conta da aniversariante – isso porque toda a ação foi gravada e o vídeo publicado nessa mesma postagem – veja o que aconteceu e depois, se quiser, pode responder à perguntinha da moça.

Ocorre que, ao descobrir que seu até então amado não era bem quem ela imaginava, Tiana planejou se vingar de uma forma inusitada.

Exatamente na hora de fazer o tão esperado discurso de agradecimento pela presença de todos, a jovem resolveu abrir o bico e anunciar para a plateia de amigos que seu boyfriend a traía e, detalhe, mandava as mesmas imagens de nudes para ela e para outra garota. A namorada fez questão de contar a todos que ele estava tentando ficar com outra menina.

Com toda a calma do mundo, Tiana disse aos presentes como agia o moço. Logo em seguida, um rapaz entregou uma mochila de Santos para que ele desse o fora da casa, o que mostra que praticamente todos já sabiam da surpresinha que seria feita durante a comemoração. Sem muita reação, o agora ex-namorado pegou seus pertences e foi embora.

Assim que ele saiu, os convidados reagiram de forma positiva e a festa continuou. Logo em seguida, o caso já era um dos assuntos mais comentados nas redes sociais da turma e a notícia da vingança se espalhou mundo afora. A postagem já teve mais de seis milhões de visualizações.

Essa história me fez lembrar de um conto do livro Pra mim você morreu!:  O casamento de Juracéia. Nesse caso, a personagem não foi, digamos, traída, mas a sensação era como se fosse, deu pra entender? Não, né? Melhor ler o texto e, digo de antemão, que esse é um dos meus preferidos. Nunca vi tanta imaginação na cabeça de uma única mulher – mexe com quem estava quietinha, e só queria casar e ser feliz, mexe!!!

Abaixo, segue a conta do twitter da namorada vingativa:

https://twitter.com/tianaperea__/status/1073085515312914437

#EleNão

Quem nunca, nem que por um instante, imaginou estar na rua, caminhando numa pressa que ninguém nem entende porque tamanha afobação, carregando alguns livros, ou, saindo um pouco do romantismo exacerbado, com algumas sacolas de compras nas mãos e, de repente, ao virar uma esquina, esbarra com um homem lindo, daqueles que só se vê em cinema, nas novelas, de tirar o fôlego, magicamente deslumbrante aos nossos olhos e palpitante aos nossos corações, corpo e alma? Claro que a imaginação pode fluir um pouquinho mais e esses livros caem no chão, ele pega, olha pra ela, para feito estátua e o mundo acaba de começar naquele momento…

Pois bem, eu já! Não importa quando, mas já, claro que já! Me lembrei dessas doces lembranças hoje, ao receber um papelzinho na rua de uma tal poderosa espiritual “aprovada pela Federação de Cultos Afro Brasileiro…especialista em todos os ‘trabalhos’: amores mal correspondidos” e bláblábláblébléblé.

No tal folheto “tentador” que te convida ao milagre, a tal cartomante assegura que “traz a pessoa amada do jeito que você quer”. Pois bem, sem pestanejar, liguei para ela para saber se daria para me ajudar.

_Oi, acabei de receber um folheto…

_Ô, que querida! O que você precisa, estou aqui para te ajudar com os meus conselhos e serviços espirituais.

_A senhora garante que traz o amado em até 72 horas?

_Sim, esse é o meu dom! Você vem aqui pra uma consulta e a gente vê o melhor trabalho pra você ter esse amado ao seu lado.

_ Ok, eu gostaria de ter o Cauã Reymond comigo, consegue isso pra mim?

_ Ah, aí não tem como. Ele não!

_Sim! EleNão, a senhora tem toda a razão! Obrigada pelo conselho.

Se fez de sequestrado pra fugir do casamento? É a vida imitando as loucuras da ficção? Ou a ficção retratando os loucos vivos?

Vi hoje uma notícia que muito me chamou a atenção. Claro que chamou a atenção, afinal de contas, tudo o que tem a ver com confusões amorosas me chama atenção, será por quê? E a partir do momento que tomo ciência dos fatos, logo fico atenta para saber até que ponto vai a criatividade do ser humano nesse quesito e se a vida imita a ficção, no caso, os meus personagens um tanto quanto mentalmente diferenciados de pessoas consideradas “normais” no seu estado de espírito, corpo e alma.

Mas, voltando para o fato, que, aliás, ocorreu no interior paulista, essa história que contarei me fez lembrar outras duas já narradas por mim no livro Pra mim você morreu! Calma, não escrevi tudo até aqui para propagar o meu “livreco”, mas, de fato, não tive como não comparar.

O caso é o seguinte: um homem desaparece do mapa um dia antes do seu casamento. A noiva, coitadinha, preocupada, foi até a delegacia, imaginando se tratar de um sequestro, ao que, na verdade, descobriu que tudo não passava de uma farsa do “amado amado”, hoje, certamente, “odiado amado”! Mas, ok, tudo bem, sentimentos à parte, vamos desenrolar a coisa.

O cara se fazia de “gente importante” para atrair a mulherada com seu golpe de homem culto, rico… Ora se intitulava ex-magistrado, ora diplomata, ora embaixador da ONU. A mulher gamou, caiu no conto do safado. Não se sabe se o cara era do tipo bonitão, boa pinta, mas o fato é que a moça se apaixonou e se casaria com ele.

Por se tratar de um cara “ilustre” ou seja lá a denominação que for, a família da noiva, seguindo as tradições, como manda o figurino, o cenário, o bolo, a igreja, o espaço da cerimônia, bancou tudo. Ao que consta, o rapaz desviava toda a grana do evento, sem que ela percebesse. Resumo da ópera: o sem-vergonha escafedeu-se e a moça está desolada – e agora um pouco menos rica – ou mais pobre – do que era.

Esse quase enlace me fez lembrar da Juraceia e das univitelinas Ellen e Kika em “O casamento de Juraceia” e ”Cisne Branco”. São duas histórias diferentes, que têm como propósito casamento.

Seria uma heresia comparar a Jura com o canastrão fujão, mas seus pensamentos e ações foram bem maquiavélicos também. Seu noivo, um cara que não dava mínima para ela, se deu mal. Pagou pela festa, vestido, viagem de lua de mel para Paris, mas, não sou eu quem está dizendo e sim Ceia (me tornei tão íntima dela que posso chama-la assim), “aqui se faz, meu camarada”!!! Já as irmãs Ellen e Kika guardaram um segredo para o resto de suas vidas antes, durante e após o casamento de uma das duas, fruto de um desejo vingativo e latente de alguns anos atrás de uma delas. Posso adiantar que Ellen passou a pensar mil vezes antes de querer roubar o príncipe encantado de alguém!

(Imagem ilustrativa – essa é outra noiva desolada)

Homem confunde carro na porta de motel com o da esposa, coloca fogo e ainda deixa seu contato

 

Parece até história de filme, ou conto de livro de casos inusitados de amor, ou melhor, de loucuras de “amor”, mas não, é a pura verdade, o que mostra o quanto tem gente muito maluca e neurótica nesse mundo.

Olha o que um marido ciumento – e um tanto quanto muito doido – fez na cidade de Itumbiara, no Sul de Goiás:

Ao passar em frente a um motel,  o cara se deparou com um carro parecido com o de sua esposa e, sem pensar duas vezes, ateou fogo no veículo imaginando se tratar do auto da esposa. Simples assim!!! Ó mai Gói!!!

Logo que percebeu o erro cometido, o homem deixou um bilhete com seu telefone de contato na recepção do estabelecimento para que fosse entregue à vítima para tentar resolver a situação.

O caso teve repercussão na mídia . De acordo com o portal G1, a mulher que estava no motel – e que não tinha nada a ver com o criador da confusão – informou que o veículo pertencia à mãe dela, ou seja, mais confusão ainda!!!

Após ser localizado, o homem que colocou fogo no carro disse que vai arcar com os prejuízos. “Aquilo lá aconteceu por engano. Já estou organizando para pagar. Ela não pode ficar no prejuízo e a gente é homem e tem que ser certo nesse negócio”, afirmou, sem se identificar, no G1.

Sobre a verdadeira esposa, nada foi citado na reportagem, mas, é claro que as redes sociais já se manifestaram quanto a isso também. Veja alguns comentários:

 

“Ai, meu Deus!! Depois dessa, se eu fosse a esposa pediria o divórcio. O cara é um psicótico violento. Aff”

“Consciência pesada dele. Talvez ele apronta e fica vendo bichinho”

“Agora vai perder a esposa e ainda ter que pagar outro carro. Muita fraqueza e falta de confiança”

“As pessoas estão loucas. O ciúme tira totalmente a razão e a capacidade de discernimento”

 

(Com informações do Portal G1)