Para divorciar na Dinamarca é necessário passar por terapia de casal

Quem já passou por um divórcio ou assistiu a alguma cena de novela ou filme num cenário desses sabe que na hora H sempre tem um juiz que pergunta algo do tipo: tem certeza de que é isso mesmo que você quer? Pensando bem, essa seria uma boa indagação para fazer casório, mas, enfim…

Por alguns poucos segundos, o magistrado parece mudar de profissão, passando a exercer o papel de psicólogo. Como é claro que a tal psicologia instantânea não funciona nesse momento tão delicado, o resultado é sempre o desfecho da relação.

Para evitar chegar a esse ponto, tem quem agora passou a ser obrigado a fazer terapia de casal na terceira semana que antecede a separação – calma, pode se separar à vontade aqui no Brasil porque a tal obrigação é na Dinamarca.

Segundo o jornal The Guardian, essa foi uma imposição do Governo e que ocorre por lá desde  abril deste ano. Isso aconteceu após a constatação de altos índices de divórcio no país. A proposta é tentar evitar o término da relação ou ao menos tornar a situação mais amigável possível entre os envolvidos.

De acordo com o jornal, a medida foi vista de forma positiva entre os cidadãos dinamarqueses. O processo não é tão complicado: a terapia pode ser feita por meio de um aplicativo e faz uma espécie de preparo para esse momento, de modo a evitar situações de conflito, violência, entre outros fatores que aqui no Brasil, por exemplo, estamos muito acostumados a presenciar.

Quem ganha com isso são os filhos, já que os pais acabam recebendo orientações sobre como lidar com essa mudança e aceitar a separação sem discussão, brigas, intrigas.

Taí, essa medida bem que poderia ser uma boa saída aqui no Brasil, mas nesse caso, a sugestão é que essa tal terapia começasse não no fim no casório e sim já nos três primeiros meses de união, sendo renovada a cada ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *