Diga-me o que odeias, que te direi se vou te amar! App propõe aproximar casais que detestam as mesmas coisas

Geralmente num primeiro encontro você é a pessoa mais amável do mundo, fala de rosas, chocolate, da madre Teresa de Calcutá, do céu azul, dos passarinhos cantando, da lua cheia, linda e exuberante, de quão boa ou bom você é para a humanidade, tudo o que é lindo, maravilhoso, encantador…se gosta de bolo de chocolate ou de cenoura com a cobertura achocolatada, se adora sair para um pagode ou ouvir uma boa MPB e porque não um pesado rock in roll e por aí afora.

Mas os tempos mudaram e até mesmo as conquistas estão se adaptando à realidade, aquele papo de: “e aí, o que você gosta de fazer aos finais de semana?” já não soa mais naturalmente, virou clichê do clichê para muita gente.

É claro que as afinidades precisam ser expostas, mas que tal descobri-las de modo diferente? Afinidar-se (acabei de inventar essa palavra) por meio das desafinidades (bom, acho que essa também não existia) –  vou ser mais clara:

Um aplicativo resolveu aproximar os casais que odeiam as mesmas coisas. E, pensando bem, essa “técnica”, parece bastante objetiva. Fico imaginando quanto papo engraçado deve surgir, a conversa deve fluir tão intensamente…sem contar que o risco de ganhar um presente que detesta deve diminuir intensamente . Sei de casos de quem não gostava de chegar nem perto de flores e recebeu um buquê a cada duas horas do então namorado – que acabou virando ex…

Bom, pra quem amou a ideia de dizer tudo o que não suporta, a proposta é a seguinte: o app Hater,  um Tinder ou Par Perfeito às avessas, criou um sistema de cadastro em que o usuário precisa responder se ama, odeia, não curte ou é indiferente a uma série de temas, e olha que o que não falta é oportunidade para deixar bem claro quanto ódio você tem nesse coraçãozinho cheio de amor pra dar rs, isso porque são mais de três mil assuntos, que podem ser respondidos paulatinamente.

Dentre as questões estão celebridades, políticos, filmes, músicas, comida, enfim, dá pra conhecer muito bem o seu, quem sabe, querido futuro homem ou mulher da sua vida.

Pra quem gostou, o app já está disponível para iOS em vários países, inclusive no Brasil. A previsão é que até julho chegue nos Androids.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *